18 de jun de 2011

Construção de terra: Parte 1

Dentre os materiais mais utilizados nas construções ecológicas e sustentáveis estão os do grupo provenientes de fontes naturais, como a própria terra, o barro, que não é renovável, mas é reutilizável.

Simon Dale House, feita de pedras, troncos de árvores caídas e terra, coberta com vegetação


















Construção de terra, arquitetura de terra crua e etc. são algumas das denominações genéricas das construções, cujo principal material empregado é o solo in natura, sem passar pelo processo de cozimento (queima).

O que faz muito sentido, pois já que uma das idéias centrais da bioconstrução é priorizar a utilização de materiais abundantes no local da obra, nada mais coerente para erguer uma construção, do que usar a própria terra escavada para as fundações, o que sempre resulta num bom volume, além da que for gerada nas escavações para piscina, lago, espelho d´água, cisterna, caixa de gordura, fossa e etc., que acrescentarão mais uma grande quantidade de barro, bem ali, dentro do seu terreno.
Mesmo que toda a terra gerada no local, através das escavações, não seja suficiente para toda a  construção, pode-se comprar a matéria-prima - o barro, das imediações de sua obra à preços até bem bem acessíveis.

Alvenaria de Taipa de pilão - Terra comprimida
Composição do solo:

O solo é composto por três tipos de partículas cada qual com a sua função e classificadas de acordo com a dimensão dos grãos.

A particula mais fina é a da argila que funciona como aglutinante dos outros componentes e tem a capacidade de se contrair ou expandir conforme o seu teor de umidade.
Outro componente é a areia cujas partículas são maiores e têm maior resistência à compressão que a argila.
E finalmente o silte que é a partícula de tamanho intermediário entre a argila e a areia, com características mais próximas de uma ou de outra, dependendo das dimensões predominantes dos grãos.

Alvenaria de tijolos de adobe
As construções de terra são muito resistentes às ações do tempo e clima, desde que tenham, como toda construção de terra deve ter, "uma boa bota e um bom chapéu, como costumamos falar no nosso metier.

A "boa bota" significa o cuidado de se começar as paredes de terra acima de fundações que se elevem até 60 cm de altura acima do solo e feitas de pedras cobertas por uma camada de emulsão asfáltica a fim de se evitar a que a umidade natural da solo chegue na alvenaria de terra por meio da capilaridade, que é uma das características desse material.
Boa bota = Fundação de pedra afastada do solo
Já o "bom chapéu" significa o telhado (cobertura), que deve ter beirais generosos, com a ponta afastada a cerca de 1 metro de largura das paredes, para protegê-las das chuvas.

Beiral largo = Bom chapéu

Mas, como construir com terra?

Ela pode ser usada em estruturas verticais (sempre sobre "boas botas"!), em paredes e painéis, em pisos, jardineiras, em fogões de lenha, churrasqueiras, bancos, base de sofás e de camas e até em tetos (no sistema solo-cimento), sempre com um "bom chapéu".

Essa mandala ilustra 12 maneiras de usar a terra na construção. 
O círculo azul determina o nível de umidade e o mesmo está relacionado à cada técnica a ser empregada

Sendo a terra um material muito versátil, serve muito bem à diferentes técnicas, que escolheremos de acordo com a finalidade do elemento construtivo, a rapidez, a robustez, a firmeza, o isolamento acústico e térmico e à durabilidade que desejarmos.

Taipa de mão - Estuque
Das técnicas que utilizamos a terra como matéria prima principal temos o adobe, o super-adobe, o hiper-adobe, a taipa de pilão, a taipa de mão, o cob, o cordwood e o BTC, dos quais irei falando mais daqui pra frente.

Acompanhe o desenrolar dessa nova série de artigos aqui no Blog e você vai saber tudo tintin-por-tintin.

Licença Creative Commons
A obra Lecy C. Picorelli - Bioarquitetura e Bioconstrução de Lecy C. Picorelli - Bioarquitetura e Bioconstrução foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em lecycpicorelli-bioarquitetura.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://lecycpicorelli-bioarquitetura.blogspot.com/p/contato.html.creative

2 comentários:

Antonio Vieira disse...

Muito interessante esta postagem!

A Internet no Brasil realmente precisa de postagens de qualidade como estas que você está nos oferecendo.

Conheça também o novo agregador Super Links que está bombando na internet: http://www.superlinks.blog.br

Divulgue seus links gratuitamente sem necessidade de cadastro e receba centenas de visitas diarias.

Lecy C. Picorelli - Arquiteta, Urbanista e Bioconstrutora disse...

Olá Antônio,
Obrigada pelos elogios.
È uma satisfação imensa o reconhecimento da nossa dedicação.

Volte sempre para acompanhar o desenrolar dos outros artigos.

Obrigada pelo simpático convite, Vou visitar sim para conferir sua proposta,

Um abraço

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...